Foccuz, uma plataforma SaaS fundada pelos uruguaios Gabriel García da Rosa e Martín Llofriu e pela chilena Claudia Van Os, arrecadou US$ 700.000 em uma rodada de investimentos em fevereiro, apesar de ainda não estar vendendo ativamente no mercado.

A startup, pronta para estrear no mercado em abril, já atraiu 15 clientes na Colômbia, México e Chile por meio de redes de investidores.

A rodada de financiamento contou com contribuições de Carabela, InVariantes, KuiperVc, MGV Capital e quatro investidores estratégicos, com o objetivo de aumentar a eficiência das equipes de vendas por meio da integração com sistemas de CRM e da utilização de aprendizado de máquina para orientação de vendas criteriosa.

A Foccuz oferece três módulos:

  • Foccuz Compensation para cálculos de comissão,
  • Foccuz Insight para gamificação e aprimoramento de KPIs, e
  • Foccuz Analytics, previsto para ser lançado em 2025.

Foccuz, La Uruguaio-chilena Obtém Us$ 700 Mil Para O

Voltada para empresas de software B2B com equipes de vendas de oito a 40 pessoas, a plataforma mostrou resultados como um aumento de 50% no tamanho médio do tíquete e uma melhoria de 1-2% nas taxas de conversão.

Depois de garantir o investimento, o próximo passo da Foccuz é um lançamento mais amplo no mercado, com a ambição de adquirir 50 clientes até o final de 2023 e se preparar para uma futura rodada de financiamento focada no mercado mexicano.

A startup também explora a adaptabilidade em vários setores, apesar de atualmente se concentrar em software devido a restrições de recursos.

A ideia do Foccuz surgiu da experiência de García da Rosa na Nowports, onde a dependência do Excel para o gerenciamento de CRM evidenciou uma lacuna no mercado.

Essa percepção, combinada com seu trabalho de consultoria, ressaltou a necessidade generalizada de uma solução como o Foccuz entre as startups.