– A empresa planeja usar o capital para acelerar o crescimento no México, fortalecer sua posição de liderança no Chile e expandir as operações no Brasil, com o objetivo de atingir mais de 600 clientes corporativos em 2024.

– A receita da Toku tem crescido consistentemente a uma taxa média de 70% por trimestre.

A plataforma combina software com consultoria personalizada para aumentar e automatizar as cobranças a um custo menor e de forma mais eficiente.

A Toku gerencia todo o ciclo de cobrança, desde o contato com o cliente e as alternativas de pagamento até a detecção da inadimplência e a recuperação dos pagamentos, proporcionando uma melhor experiência de pagamento para os usuários finais.

Cristina Etcheberry, CEO da Toku, declarou: “Historicamente, a cobrança tem sido um desafio para as empresas na América Latina. A cobrança manual e ineficiente, com altos custos, levou a região a ter uma das maiores taxas de pagamentos rejeitados. Na TOKU, procuramos resolver esse problema por meio de uma tecnologia que simplifica as opções de pagamento, fornecendo uma solução SaaS para uma cobrança inteligente e eficiente, juntamente com relatórios e gerenciamento contábil.”

Com esse financiamento, a Toku planeja contratar mais pessoas e desenvolver produtos adicionais para o mercado mexicano. “Esses movimentos estratégicos nos permitirão atender melhor nossos clientes e solidificar ainda mais a posição da Toku como líder no setor de fintech”, acrescentou Etcheberry.

Fundada em 2020 por Cristina Etcheberry, Francisca Noguera e Enzo Tamburini, a Toku iniciou suas operações no México em 2023, após fechar uma rodada de pré-semente de US$ 7 milhões.

A empresa oferece soluções de pagamento personalizadas para setores com pagamentos recorrentes, permitindo que as empresas aumentem a receita e minimizem os custos por meio do processamento eficiente de pagamentos e de experiências aprimoradas para os clientes.

A Toku opera atualmente no México, Chile e Brasil e está comprometida em transformar o cenário financeiro na América Latina.

A empresa espera atingir mais de 600 clientes corporativos em 2024, com crescimento de receita a uma taxa média de 70% por trimestre.